Connect with us

Hi, what are you looking for?

Brasil

Câmara aprova MP que destina recursos para reduzir tarifa de energia

camara-aprova-mp-que-destina-recursos-para-reduzir-tarifa-de-energia

A Câmara dos Deputados concluiu nesta quinta-feira (17) a votação da medida provisória (MP) que destina recursos à Conta de Desenvolvimento Energético (CDE) a fim para redução da tarifa de energia elétrica aos consumidores até 31 de dezembro de 2025. Editada em setembro pelo governo, a MP 998/2020 foi regulamenta o setor elétrico, com a alteração em diversos dispositivos legais. A matéria segue para análise do Senado.

A CDE é um fundo do setor elétrico que custeia políticas públicas e programas de subsídio, como o Luz para Todos e o desconto na tarifa para irrigação.

A medida destina recursos da Reserva Global de Reversão (RGR) e da CDE para atenuar aumentos tarifários para os consumidores das distribuidoras da Eletrobras recém privatizadas: Amazonas Distribuidora de Energia S.A., Boa Vista Energia S.A., Companhia de Eletricidade do Amapá (CEA), Companhia Energética de Alagoas (Ceal), Companhia Energética do Piauí (Cepisa), Centrais Elétricas de Rondônia S.A (Ceron) e Companhia de Eletricidade do Acre (Eletroacre).

Ainda foram alteradas regras para permitir, não apenas a contratação de energia pelas distribuidoras, mas também a contratação de potência, que é a energia para as horas de maior consumo. A partir de agora também está permitida a devolução da energia comprada pelas distribuidoras e não utilizada. O texto aprovado na Câmara incluiu dispositivos para estimular a competição nos leilões de geração de energia e incluiu mais setores como beneficiados por investimentos em eficiência energética, restritos inicialmente à indústria.

A MP atribuiu ao Conselho Nacional de Política Energética (CNPE) a competência para autorizar a outorga para exploração da usina termelétrica nuclear Angra 3 e a celebração de contrato para a comercialização dessa energia. O prazo da outorga será de 50 anos, podendo ser prorrogado por até mais 20 anos.

Pelo texto do relator, deputado Léo Moraes (Pode-RO), concessionárias e permissionárias do serviço público de distribuição de energia elétrica podem aplicar recursos de pesquisa e desenvolvimento em tecnologias para armazenamento de energias solar, eólica e de biomassa.

Moraes modificou o texto do governo para diminuir os impactos do fim de subsídios às energias solar, eólica e de biomassa. O auxílio será estendido por 12 meses após a promulgação da lei.  Inicialmente, a MP previa esse socorro até setembro. O incentivo foi estendido à geração de energia a partir de fontes renováveis em prédios públicos utilizando recursos de eficiência energética.

Minas Gerais

A única emenda aprovada pelos parlamentares vai garantir compensação a usinas leiloadas entre 2015 e 2017 que tiveram impacto na geração de energia por conta do período de seca – o chamado risco hidrológico. Esse dispositivo atende a reivindicações da Companhia Energética de Minas Gerais (Cemig) e terá compensação com a extensão do prazo das concessões.

Written By

Leitor voraz de tudo sobre esportes e cinema. Escrevo sobre cena musical, shows, tecnologia e cinema. Viciado em 007, Missão Impossível e Universo Marvel desde os '80. Amo futebol no estádio e torcer pelo meu Vascão.

Advertisement

Recomendas

Esporte

Não se enganem, torcedores dos Mavericks, a batalha ainda não acabou! Apesar da vitória dos Celtics em Dallas, por 106-99, que lhes deu uma...

Curiosidades

O fascinante motivo de existirem 60 segundos em cada minuto e 60 minutos em cada hora tem mais de 3000 anos

Tudo Sobre

O fenômeno dos Apps de encontros entre homens mais velhos e jovens atraentes

Curiosidades

Contrato de namoro protege casais que querem evitar ‘união estável’

Esporte

Lucas Paqueta envolvido em caso de escândalo das apostas na Inglaterra

Últimas

Mundo

Após condenação Trump pode ser o primeiro presidente americano a governar preso

Esporte

Marca compara o brasileiro a um imperador romano. Até veículos de Barcelona reconhecem a supremacia do clube madrileno: "História interminável"

Criptomoedas

Peter Schiff, o economista que previu a crise financeira de 2008 e um defensor fervoroso do ouro, declarou recentemente que o Bitcoin está “morto”....

Tecnologia

Concorrente menor da gigante dos serviços de nuvem apresenta ótima performance

Mais notícias relacionadas

Esporte

Tricolor das Laranjeiras precisa reverter o resultado para ficar com a taça

Tecnologia

Norma prevê possibilidade de cassação do candidato que utilizar o recurso

Atualidades

Manifestação repercutiu bastante nas principais redes sociais

Atualidades

Manifestação em apoio a Bolsonaro repercutiu nas redes sociais

Esporte

Equipe derrotou o rival e conquistou o título pela quinta vez na história

Famosos

Esposa do sertanejo mandou recado pelas redes sociais

Famosos

Youtuber usou as redes sociais para sobre o seu próximo projeto

Famosos

Apresentadora deu seu ponto de vista após questionamento de jornalista